Salão de Festas - Baile de Inverno

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Elizabeth H. Völker Lewis em Sex Mar 01, 2013 11:05 am


Salão de Festas

    O Salão foi redecorado especialmente para este baile com a ajuda dos diretores e professores de Hogwarts. Esta muito bem iluminado com pequenas velas suspensas que estão próximas do teto. O teto dá um toque de inverno com um céu estrelado e nublado ao mesmo tempo. Flocos de neve artificiais caem por todo o salão. No canto direito do salão de festas tem um pequeno palco para que as bandas se apresentem, e no final do baile quem quiser se ariscar em alguma musica poderá se soltar e cantar do jeito que quiser. A esquerda estão os comes e bebes, ponches, cerveja amanteigada, tortinhas de abóbora, flores de lótus e tudo que os excepcionais bruxos de Hogwarts tem direito. No final do salão estão as mesas que ficam devidamente marcadas. No meio de todo o salão está a pista de dança que fica sempre iluminada pelo enorme globo de prata que faz com que o salão todo fique sempre colorido.






avatar
Elizabeth H. Völker Lewis
Administradores
 Administradores

$ Galeões : 23532
Mensagens : 314
Data de inscrição : 08/05/2012
Idade : 27

Perfil Bruxo
Varinha: Faia, 26 cm, núcleo de cabelo de veela
Curso:
Semestre:

Ver perfil do usuário http://institutovolker.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 2:12 pm

Baile a Fantasia


Particularmente eu não estava muito preocupada com o baile, mas sim com o que aconteceria. Quando recebi a coruja com alguns convites disponíveis para que o Profeta fizesse a cobertura um, certamente, foi para a redatora das fofocas e escritora da coluna D.I.V.A., Elliza. Dei a ela mais um convite para que pudesse levar mais um convidado e outros dois eram destinados a minha pessoa e meu par, Nicholas. Não me apeguei muito na escolha da fantasia, retendo-me a colocar uma que eu já tinha em casa de camponesa, os cabelos estavam soltos e desciam até a altura da cintura. Uma maquiagem leve e, para me enfeitar, um pequeno par de brincos. Claro que também levava comigo uma pena de repetição rápida, um bloco de anotações e uma câmera extra para registrar um furo que Elli não pegasse. Estava um pouco preocupada com Rea, ela estava passando um tempo ao lado do pai e eu não havia perguntado se ela tinha um par (o que não me surpreenderia se ela fosse com mais de um rapaz/garota), mas como mãe eu deveria ter ajudado ela a escolher sua fantasia e podíamos ter dado uma volta no shopping, não sei. Aquela angustia estava dentro do meu peito e só se esvaia quando eu encontrasse com ela no baile. Aparatei em terrenos próximos a Hogwarts e tomei uma carruagem para chegar ao castelo. Até então não tinha me encontrado com Nicholas, pois combinamos de nos encontrar no salão do baile. Com a ajuda de um estranho que sorria para mim desci da carruagem, agradeci-o e dei-lhe uma sutil piscada, deixando-o levemente enrubescido. Tão meigo, sentia falta daquela idade e do meu tempo de escola. Obviamente que não se fazia tanto tempo assim que eu me formara, foi ao mesmo tempo em que Lolavie e outras colegas. O espartilho da minha fantasia estava começando a me incomodar, eu não fazia nem ideia como antigamente as mulheres conseguiam usar aquilo o dia inteiro. Passei o dedo por entre a costura e dando uma aliviada, senti o ar voltar aos meus pulmões suavemente e ri sozinha. Na entrada do salão de festas ficavam algumas poltronas e sofás com um estilo rústico, seria um ótimo lugar para eu ficar esperando meu par. Mas como sou uma curiosa inveterada adentrei o salão para tomar conhecimento da decoração. Do teto pendiam pequenas velas que faziam a iluminação do ambiente, no centro um globo de luz iluminava a pista de dança, a esquerda estava um Buffet com bebidas e ao fundo via-se um palco ainda inabitado. Sorria para as pessoas que passavam ali, na sua maioria alunos, voltei e me sentei no sofá retirando a pena e o bloco que ficaram flutuando e comecei a falar sobre a decoração do baile enquanto a pena escrevia initerruptamente, fazendo pequenas pausas quando eu as fazia. Já se era esperado, de minha parte, uma festa nesse porte organizada pela Lola, ela tinha extremo bom gosto e era uma pessoa sensata e coordenada. Seu bom gosto podia ser visto até na escolha de homens, sendo ironicamente o pai das filhas dela o pai da minha, também. Sentia um extremo carinho por ela, apesar de muitos pensarem que tínhamos desavenças. Eu não era uma pessoa de guardar maus sentimentos, tampouco por pessoas que não o mereciam.
♦ The White Swan ♦ @ CG


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 3:49 pm

677 WORDS
NORA
clouts: BASIC
place: SALÃO DE FESTA
NOTES: DIVERTIDA LOLA!
Lolavie estava muito atordoada com os preparativos do baile de inverno em Hogwarts. Afinal, era seu primeiro compromisso como a nova diretora da tão renomada instituição, e portanto não queria deixar a desejar em nenhum detalhe. Suas preocupações eram inúmeras. Manter seu cronograma predeterminado e concluir todas as tarefas com antecedência era sua maior meta, e de fato com sua dedicação conseguirá realizar tudo com grande folga para escolher sua fantasia ao lado de suas filhas. Comprar realmente era algo que adoravam fazer juntas, considerava a “melhor” coisa em comum que podiam possuir. Um abito trouxa de consumismo que não afetaria a ninguém, apenas as faria felizes! Horas e horas depois de uma exaustiva procura, Lola optou por uma fantasia singular, e que abalaria muito a visão dos conservadores bruxos. Sua fantasia não era daquelas típicas de diretores antepassados, onde a moral é se cobrir das cabeças aos pés... Sempre pensara abertamente, e continuaria a pensar mesmo estando no poder e tendo de cumprir regras rígidas... De certo, aquilo não era um baile de iniciação? Não era um momento para novatos, veteranos e professores se integrarem e tornarem-se mais amigos? Pois então, iria como se sentisse a vontade, pois não possuía uma mente alienada como esperavam que tivesse. Esse era uma dos fatores por ter sido nomeada a diretora... Os padrões de Hogwarts deveriam ser mudados, e ninguém melhor que Lola para faze-lo acontecer. Depois de alguns dias que pareciam não passar, finalmente é chegado o dia do baile. Seu coração estava a mil, palpitante quase saindo pela boca. A ansiedade só era superada por sua vontade de ver o futuro, e tentar melhorar o presente. Queria ter um baile épico, digno de muitas paginas do profeta diário. Nora, ah... sua amiga de casa, uma de suas melhores amigas que ainda permaneciam em sua vida. Esperava que ela fosse e pudessem dançar e se divertir como nos tempos que eram meras alunas. Foi até o salão de festas e entreolhou pela porta, revendo se cada coisa estava em seu lugar. Desde a decoração, a pista de dança, a mesa de come e bebe, até as pequenas velas no teto. Tudo nos seus conformes, sentiu-se um pouco aliviada e voltou para seus aposentos para começar a preparação. Abriu a torneira de sua banheira, e deixou-a encher enquanto separava sua fantasia em cima da cama. Estava triste pelo fato de não ter a desejável companhia de seu marido, mas um de seus melhores amigos a faria companhia. Terminado seu banho deverás relaxante, foi em direção ao seu quarto. Ficou por alguns minutos parada ali, somente mirando sua fantasia que a muito custo havia encontrado... Perfeccionista como era, já era de se esperar o abalo que causaria naquela noite com suas vestes, digamos, ousadas para uma professora. Vestiu-se e prostrou-se em frente a sua penteadeira. Com cautela penteou seu cabelo deixando-o formas umas pequenas ondulações na ponta. Colocou seu chapéu, e por fim fez uma maquiagem, bem simples, no entanto, que demonstrava todo o ar angelical necessário para amenizar suas vestimentas sensuais. Faltavam 10 minutos quanto adentrou o salão. Ninguém estava ali, apenas a banda, os organizadores, garçons e afins. Tic tac, o relógio parecia demorar um século, mas quando cansou de mira-lo finalmente as dez badaladas para a porta se abrir iniciaram em sua mente. Aleluia, o baile de inverno estava oficialmente aberto. Em poucos instantes o local se encontrava lotado, deixando um brilho nos olhos de Lolavie transparecer... Dirigiu-se até a banda e falou que os trabalhos poderiam ser iniciados e a festa rolaria. Quando deu por si, a maioria das pessoas que se encontravam ali a observavam. Não era para menos, sua fantasia era realmente de chamar a atenção. Apenas sorriu, cumprimentou todos que a cumprimentavam, e olhando a pista de dança foi até ela começando a dançar. – Nora, venha cá. Não pense que não te vi ai! Enquanto espera o seu par, vamos nos divertir como quando éramos meras alunos desta instituição E você é a mais linda camponesa que já vi. E eu não sou a aeromoça? – e continuou com sua dança, que por surpresa de muito, não era desajeitada.
DESTINY
CREDITS @

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 4:03 pm



Baile!







Ele desfez o nó da toalha que a prendia no corpo após o banho, e a mesma caiu, o deixando inteiramente nú no seu quarto. Thomás precisava se vestir, estava atrasado para a festa, colocou sua fantasia o mais rápido que pôde, iria fantasiado de Coringa, um dos vilões mais apreciados pelo professor dentre todos os filmes já assistidos até hoje.

O mais difícil era a maquiagem, bem, a intenção era que ela ficasse assustadora, e ele conseguiu isso sozinho. Se perfumou e antes de sair do seu aposento deu uma última olhada no espelho, e seguiu para o salão, desacompanhado.

- Atrasado outra vez Thomás!

Resmungava ele baixinho, para que só ele pudesse ouvir. O Diretor da Corvinal chegou no salão e logo avistou alguns colegas docentes e seguiu até eles.






Thanks, Dricca - Terra de Ninguém e Aglomerado

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 5:10 pm


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 5:48 pm




Baile de Inverno

When you're too in love to let it go


Estava extremamente animada, agitada e ansiosa para o baile. Passei dias e dias procurando uma fantasia que pudesse ser legal, mas que também fosse um pouco diferente daquilo que todos estavam acostumados a ver. Aos poucos fui montando minha fantasia e logo ela estava pronta. Não sei, acho que era mais importante para mim que o Sebastian gostasse do que eu estava vestindo do que eu. Também, a maior parte da minha ansiedade era de ir ao baile com ele e já estava preparada se alguma garota o cantasse eu ia dar um estupefaça no meio da testa e fazê-la atravessar o salão todo. Enfim, a tpm consumia meu ser de cima a baixo e eu não estava com o dom maior da paciência. Coloquei um vestido branco, tomara que caia com detalhes em preto, um sapato de salto alto preto e por cima a máscara de coelho toda preta. Era algo básico, mais que tinha muito luxo. Os cabelos estavam soltos e a maquiagem era leve, para que não chamasse mais atenção do que a fantasia. Eu não sabia o que pensar, quanto mais chegava próximo à hora do baile parecia que eu ficava mais nervosa, era bobagem, mas aquele baile era importante pra mim. Seria o dia em que veríamos os amigos que já conhecíamos e os que iremos conhecer. Me preocupava até se Sebastian me deixasse plantada em frente ao Castelo esperando-o por horas, apesar de não ser seu costume se atrasar. Comecei a respirar fundo e aos poucos fui me acalmando. A comunal da Corvinal era uma bagunça total de garotas correndo para lá e para cá se arrumando, retocando maquiagem, arrumando suas fantasias e tinha até aquelas que preferiam nem aparecer no baile e ficar deitadas lendo um livro. Admirável, mas era fora de cogitação chegar num nível tão auto de antissociabilidade (?). Desci as escadas e observava todas as fantasias, alguns olhos se voltavam para mim e me deixavam completamente tímida, mesmo eu tentando fazer pose de completamente confiante. Perto do salão de festas já era possível ouvir a música rolando, fui me animando e os casais de amigos já estavam se aprontando. Parei em frente a porta principal e respirei fundo. Deixei que as minhas mãos corressem descendo pelo meu corpo começando na altura do busto e parando na cintura. Lá dentro estava um pouco escuro e as luzes do globo auxiliavam na iluminação. A Diretora Lolavie, trajava uma fantasia extremamente sexy que até eu perdi um pouco do folego. Meu primo gato, Thomás, já estava lá também, tinha uma cara de perdido que fez uma risada brotar dos meus lábios e uma Senhorita extremamente linda, morena e de olhos claros acompanhava a Diretora numa dança coordenada. Eu seria a primeira aluna e estava chegando sozinha. Por Merlin! Sebastian estava me devendo uma. Entrei discretamente e fui para a ala esquerda com as bebidas. Olhei para o barman e com um sorriso torto lhe pedi: – Um whisky de fogo, por favor. – Em pouco tempo ele me serviu da bebida, tomei um gole e coloquei o copo sobre a mesa novamente, fechei os olhos e senti a música correr pelo meu corpo, sem me dar conta estava dando pequenos passinhos de dança. Toquei novamente o copo e um barulho me assustou, olhei para onde eu tocava e vi que era a aliança de compromisso que fizera o barulho, novamente um sorriso brotou em meu rosto, dessa vez era um sorriso bobo e apaixonado. Beberiquei mais um pouco e fiquei ali aguardando o Senhor meu Namorado chegar ao baile.

Day: Let’s dance in the party. Place: Salão de Festas With: Esperando meu Namorado Humor: AnsiosaClothing: Fantasia
credits @


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 6:21 pm

Baile a Fantasia


Eu tinha a habilidade de ficar ali falando durante horas sobre os detalhes do baile, pois era extremamente detalhista e com isso conseguia aperfeiçoar-me em meu cargo. Não podia nem imaginar a possibilidade de parar em algum momento, eu amava o que fazia e por isso fazia com excelência. Ao fundo da minha voz ouvi alguém me chamar, virei-me para trás e deixei um pouco que meu queixo caísse. Sorri maliciosamente e vi que Lola trajava uma fantasia extremamente sexy e chamativa, ela me chamava para dançar enquanto esperava meu par. Olhei para a pena e abri a bolsa, a mesma entrou no bolsão e eu a guardei. – Você está de parar o transito! Se tivéssemos uma companhia aérea e você como aeromoça estaríamos bilionárias. – Completei gargalhando e a acompanhando para a pista. Ela tinha um corpo invejável, era um pouco baixa, mas toda sua pequena estrutura era bem delineada. Olhos azuis chamativos, cabelos loiros bem arrumados e lábios salientes. Comecei a dançar ao seu lado ritmicamente, como ela havia dito era como se os tempos de escola voltassem e me fizessem recordar de todos os momentos bons que vivi até chegar ali. Com certeza conseguimos nos tornar mulheres poderosas e influentes no mundo da magia. Enquanto eu tinha apenas Rea, era quase impossível acreditar que de dentro dela saíram quatro meninas praticamente ao mesmo tempo. Aos poucos o baile ia começando a lotar e o calor dentro do salão começava a me consumir, me aproximei do seu ouvido falando num tom audível: – Quer beber algo? – Acreditando que ela também estava com calor, estávamos dançando mais que os alunos tímidos ali. Afinal, alguém tinha que animar aquele baile!
♦ The White Swan ♦ @ CG


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 6:27 pm



Touchê


E o grande dia havia chegado... estava quase na hora do baile e lá estava eu, me encarando no espelho, com uma cara de idiota, pensando no que iria fazer. Pelos deuses, eu nunca havia ido numa festa, muito menos num baile de máscara. Olho para minha fantasia que estava disposta na cama e penso "Acho que vou ficar ridículo com isso...", estava ansioso de certa forma, com um pouco de frio na barriga, Ari estaria lá, o que ela pensaria de mim se me visse com essa fantasia? Meu Deus estava começando a ficar apavorado, mas ainda estava com a mesma cara de besta diante do espelho. Seja o que Deus quiser... após gastar vários minutos tentando descobrir como que abotoava aquela roupa, eu ponho as botas, a espada de esgrima na cintura e por último aquele chapéu gigantesco na cabeça que eu nem sabia o nome. Arqueio a sobrancelha, até que não estava de todo mal... me viro e me observo, agora só arrumar uma postura ereta e... mas espera, está faltando algo... me revisto de cima a baixo até descobrir o que faltava... a pena no chapéu. Como eu seria um mosqueteiro sem uma pena no chapéu? Olho para os lados, alguns garotos andavam pra lá e pra cá, mas nada de penas. Olho embaixo da cama, nada de penas. Já sei... e como uma lâmpada que se acende, tive uma ideia, não muito boa, mas só tinha ela. Saio até o jardim, espero que encontrasse algo... não, nada aqui. Ando por quase todo os arredores do castelo até que... um Pavão! Ando devagar até ele... apenas uma pena de sua cauda, ele não iria sentir falta... estico um braço para puxar uma pena, e quando toquei a mesma, aquela ave cuja beleza deveria representar sua pacimônia, olhou para mim do mesmo jeito que Ariella olhava quando estava de tpm, aquilo me fez gelar a espinha e paralisar no mesmo segundo. "Um movimento e eu morro". Seguro a pena cautelosamente e a puxo, para sair correndo logo em seguida com um sorriso no rosto. Mas esse sorriso logo some ao perceber que estava sendo perseguido pela ave do demo. Ele tentou bicar minhas pernas, e isso fez com que eu gritasse um - Sai! Sai! Não vou devolver! - e como um ninja daqueles filmes trouxas, pulei e me agarrei em uma árvore, subindo no tronco mais alto, e fiquei ali observando ele bicando a árvore.
Após algum tempo vi que ele se foi, e desci da árvore. Pus a pena no chapéu e sorri, mas logo fiz uma cara de espanto, que horas eram? Acho que estava atrasado. Começo a correr até o Salão de festas, era para ela estar na entrada... mas não estava, comecei a ficar preocupado, será que atrasei demais? Estava perdido no horário, começo a olhar para cada rosto feminino, até que a encontro sentada na ala de bebidas, suspiro aliviado e vou até ela. Me aproximo sorrateiramente e sussurro em seu ouvido. - Touchê... - ela se vira, estava usando uma fantasia extremamente elegante de coelha... com seu vestido branco e uma máscara pequena, que contrastava com a cor de seus olhos azuis. Deixo que um pequeno sorriso escape. - Está tão magnifíca meu amor... - aliso seu rosto e a beijo, definitivamente, ela era a pessoa mais perfeita que eu poderia encontrar.


Template feito por Zafrina - TPO

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 7:21 pm

Os tempos eram calmos e os ventos sopravam à favor do Ministério
e da Ordem, os comensais há muito haviam sumido, mas de uns
tempos para cá, pequenos fatos estavam mudando o meu conceito.
Estava descansando quando recebo uma carta, a abro e a leio, fazendo
com que um sorriso se formasse em meus lábios. Era bom saber que ela
não havia se esquecido dos amigos. Lolavie sempre fora uma mulher de
mente aberta, e alguém com quem eu me dava muito bem. Nos
conhecemos no castelo, e a amizade durara até hoje, mesmo sendo raras
as vezes que eu a encontrava. Ela havia me convidado para um baile, pois
seu marido não poderia comparecer. Ora... um membro da Ordem em um
baile de fantasia? Ah que seja, era Lolavie, e eu nunca iria negar um pedido
dela, mas... qual fantasia eu usaria? Me levanto imediatamente a começo a
pensar. O que iria usar? Não podia ser qualquer coisa, aposto que Lolavie iria
usar algo surpreendente, ela sempre fora perfeccionista, e sempre se superava.
Já sei... seria algo estranho mas... não vinha outra coisa na cabeça. Decido sair,
comprar algumas coisas que faltavam, e improvisar outras. No cair do dia meu
quarto estava cheio de caixas abertas e folhas pelo chão. Me olho no espelho,
vai mesmo usar isso? Claro que ia... saio e vou tomar um banho. Ao voltar,
decido me vestir, já estava quase na hora. Começo a por as várias roupas em
que consistiam minha fantasia. Ponho um pano vermelho na cabeça, com
algumas moedas. E minhas roupas estavam propositalmente esfarrapadas.
Um pirata sim? Não sei... estava sem tapa olho, mas como Lolavie sempre
diz "Inovar sempre". Após ver se não faltava mais alguma coisa, pois tinha
decidido ser perfeccionista como sua amiga, pegou sua varinha e aparatou
perto de Hogwarts. Várias pessoas transitavam pela entrada do salão, e eu
tomando cuidado para que não esbarrasse em ninguém enquanto procurava
a loira. Não foi muito difícil de achá-la, estava dançando ao lado de uma morena
muito... bela. Me aproximo com um sorriso no rosto e me encosto no balcão de
bebidas, pedindo uma bebida fraca, não iria atrapalhar sua diversão, iria esperar
que ela o percebesse, nunca fora de se intrometer nessas coisas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 8:00 pm


O Grande Baile


· Salão de Festas ·



Um corredor embanhado de sangue , passos longos e intensos vindo de todos os cantos , vozes gritam seu nome em bocas vindo de locais que nunca deveriam ter.Este era mais um sonho estranho que Matthew está tendo, justamente na noite anterior ao baile.Todos os seus sonhos tem um certo sentido por mais estranho que fossem.E sempre eram estranhos, o significado deste era óbvio.Tudo por conta do seu absurdo temor de estar em público ou se colocar em situação constrangedora.Ou até mesmo ser humilhado e ser visto por imbecis que provavelmente iriam rir de sua cara.Matthew não era um cara normal,em nenhum aspecto.Tinha muitos defeitos na mesma proporção de suas qualidades.Mesmo tendo estes problemas,por ventura nem percebera que talvez este baile pode ser útil ou bom pra ele de alguma forma.

Se levantou assustado,com o corpo extremamente molhado,com a pele bem quente como se estivesse preso em uma sauna.Sua face escorria suor, suas mãos estão trêmulas e em sua cabeça apenas uma frase ecoava."Vá ao baile...".De pé , se dirigiu ao banheiro e cabisbaixo pegou sua escova sob a pia e escovou seus dentes, pensativo.Seus olhos ainda embaçados pela longa noite,mal enxergara seu reflexo no espelho.E nem pode ver em sua face pálida , o sangue que escorria por sua testa e pela parte direita do rosto que escorreu e desceu pelo pescoço.Quando ele terminou de escovar os dentes e sentiu as "cócegas" do seu próprio sangue,esfregou a mão aos olhos e pode ver uma ferida, tão pequena quando a ponta de uma agulha, mas que por estranho que possa ser, sangrou mais do que um corte comum.Limpou e suspeitou que possa ter sido enquanto dormia,mexia muito na cama e deve ter batido a cabeça na beira da mesma em seu terrível pesadelo.

Tomou um rápido banho , o típico banho de gato, que mal durou 5 minutos.Apenas pra retirar o suor do corpo e sentou-se a cama e novamente aquela frase ecoou por sua cabeça. "Vá ao baile...".Assustado, Matthew se levantou e pegou a primeira fantasia que encontrou no seu velho guarda roupas,de madeira,e vestiu.Traje de um guerreiro, assim como nos contos de fadas, contos bruxos ou até mesmo nos contos trouxas.Até uma espada o mesmo colocou para completar o vestuário.Saiu as pressas e teve a burrice de esquecer o principal, algo para comer.Já tinha o convite em mãos , a varinha escondida na parte de trás da calça , mas como que era bom, iria deixar para comer no baile , ou beber.

Chegou ao baile e viu que a movimentação tava pequena , a música ainda não o agradara.Tinha poucas pessoas , mas não teve contato com nenhuma,nem contato visual.Se isolou em um canto qualquer , encostado na parede o garoto ficou pensando na vida.


Made by Ashley

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 8:02 pm

E então o tão comentado baile iria acontecer em poucas horas
... normalmente eu não iria a um baile mas... eu ia com a Nora, não era todo dia
que se tinha essa chance, se bem que ela era minha chefe... mas de qualquer forma
, espero que naquela noite ela me visse como seu par. Passara o dia polindo a coroa
da fantasia, não era bom com isso, mas para seu conceito, havia caprichado na fantasia.
Já era noite quando começou a se arrumar. Pôs uma roupa medieval, de cor cinza e alguns
detalhes com cor de vinho, e atrás, uma capa carmesim. Por último pego a coroa, que não
passava de um aro fino e brilhante, a colocando na cabeça e fazendo questão de bagunçar
seu cabelo até que ficassem do jeito que queria. Me analiso para ver se não havia nada
de errado, e assim aparato perto de Hogwarts. Ao entrar no salão já cheio, percebo a
perfeita decoração, aquele baile daria uma bela matéria para o PD, e como sempre, com
certeza Nora estava fazendo anotações milimétricas sobre tudo isso, além da encarregada
de cobrir tudo que aconteceria ali. Começo a andar pelo local, falando com algumas pessoas e logo encontro com ela... Nora.
Me aproximo aos poucos a olhando, ela dançava junto com a diretora e sorria.
- Posso roubá-la um pouco diretora? Obrigado.
- digo segurando a mão de Nora e a puxando, dando mais alguns passos. Olho pra ela com aquela cara de fascínio que eu não conseguia disfarçar. Primeiramente observo sua boca, depois subo para seus olhos, rosto, cabelo... decote... braços, vestido e pernas. Estava sem palavras
para descrevê-la, estava simplesmente... perfeita.
- Se superando cada
vez mais não é? Quando vai se cansar de fascinar?
- ela era sua chefe, a via todos os dias, mas a beleza dela nunca passava despercebida. - Vamos beber algo antes que a festa se agite? - digo a acompanhando até o balcão de bebidas e pedindo duas.
Após as bebidas chegarem olho para ela novamente de lado, e dando um gole na bebida digo. - Do jeito que está...
é bem capaz que eu a sequestre depois do baile

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 8:16 pm

ESTE POST É O NÚMERO 003 QUE EU REALIZO COM O PERSONAGEM MEI AYANE e CONTÉM MUITAS PALAVRAS. AS PESSOAS CITADAS AO DECORRER DA AÇÃO SÃO ALUNOS DE HOGWARTS E PROFESSORES E KANE-KUN. ELA SE PASSA EM HOGWARTS, em PRIMEIRO DE MARÇO . MEI. EU GOSTARIA DE ACRESCENTAR QUE QUE NÃO ME RESPONSABILIZO POR DANOS CAUSADOS A DECORAÇÃO DA FESTA E NEM AO MEU ACOMPANHANTE
FESTA A FANTASIA
A tão esperada noite chegara. A lua cheia iluminava o céu negro e banhava as gloriosas árvores com seu véu prateado. As casas comunais já estavam quase vazias e apenas as mais nervosas se encontravam no quarto. E certa asiática também.
Mei Ayane, como na noite passada, observava o reflexo da lua no lago negro da janela do dormitório. Pensava na manhã que passara na torre de astronomia e no encontro que teve com um certo garoto misterioso. Garoto que havia realizado seus sonhos ao chamá-la para ir ao baile com ele. Sorrindo, ela vai até a mesinha ao lado de sua cama. Abre-a e pega seu bloco de esboços. Senta na cama e seu sorriso se alarga ao olhar para o desenho que havia feito do garoto Kane. Estava feliz com seu trabalho, havia conseguido capturar boa parte do que ele era. Fora a primeira conversa despreocupada que tivera com um garoto e sentira-se como se pudesse fazer qualquer coisa. Mas é claro que isso fora apenas passageiro, pois agora seus nervos estavam à flor da pele. Suas mãos suavam e seu coração batia em um ritmo acelerado e descompassado. E o pior é que não haveria um caderno e um lápis no baile. Mei se joga na cama suspirando. Pega uma mecha de sua franja e começa a enrola-la nos dedos. Desde que chegara em Hogwarts desejara que alguém a chamasse para baile, e agora que alguém a convidou ela adotava essa atitude patética. Tinha vergonha? É claro que tinha, mas se ela quisesse ser aceita pelas pessoas, ela teria que deixar a vergonha de lado e mostrar as pessoas como ela era. Decidida, Mei se levanta rapidamente com um gemido. Enfrentaria seus medos e os enfrentaria de cabeça erguida. Nada de olhar para seus pés novamente. Sairia desse dormitório e se encontraria com Kane-kun do Saguão de Entrada. Juntos, os dois entrariam no salão de festas e se divertiriam até a noite acabar. Sorrindo, vai até o espelho para checar se estava tudo no lugar. Demorar um tempo para decidir que fantasia comprar, mas com a ajuda da sua irmã havia comprado um. Mas agora, olhando para o vestido curto e suas pernas cobertas por meias finas, começava a duvidar que tinha feito uma boa escolha. Se havia cometido um erro ou não, agora não havia mais tempo de arrumar outra fantasia. Pega o ultimo item que completava a fantasia de cima da cama e o coloca na cabeça. Respira fundo e um leve sorriso surge em seus lábios. Agora era a hora, era a hora de se encontrar com o Kane-kun.

O saguão de entrada estava cheio. Havia pessoas de várias raças e cores vestindo vários tipos de fantasia. Desde a clássica fantasia de pirata à inesperada fantasia de Dreg Queen. Mei, por mais que procurasse, não conseguia encontrar o seu acompanhante e isso a deixava mais nervosa que já estava. Desistindo, Mei suspira e sussurra:

- Onde você está Kane-kun?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 8:41 pm

Como assim você iria para um baile? Eu me perguntava enquanto deitado, fitava o teto.
E como assim você convidou alguém? O que aconteceu? Um curto circuito nos nervos?
Creio que não. Não havia nada demais em ir a um baile... poderiam falar sobre eu ter
convidado uma corvina, mas eu não me importava, até porque ela me agradara.
Me levanto e pego um baú onde estava minha fantasia. Não era nada em especial... mas
sempre fascinara-se por coisas trouxas, e as ordens secretas era uma dessas coisas, eram
como trouxas que haviam se tornado bruxos. A fantasia não passava de um grande gorro negro,
que o cobria dos pés à cabeça, e uma máscara de corvo. Esperava não decepcionar a Mei... tinha
certeza que ela havia caprichado na sua, mas eu era... isso ainda era estranho para mim, espero
que ela me entendesse. Após me arrumar, desço as escadas, esbarrando em alguns sonserinos
propositalmente e vou em direção ao Salão, chegando lá, passei alguns minutos a procurando, até
que finalmente a encontrei, me aproximo dela no momento em que sussurrava algo, e chegando por trás
sussurro em seu ouvido.
- Estou aqui. Ficou muito bonita nessa fantasia. -
agora que a olhava com calma, percebi que não sabia o quão ela era bonita.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 9:17 pm


❝ fire and blood ---- ❞

Ultimamente, estive me sentindo mais cansada que o normal. Talvez fosse só fato de estar fazendo mais coisas do que estava acostumada, mas eu não acreditava muito nessa possibilidade. Constantemente me pegava pensando em coisas estranhas, imaginando como seria meu futuro e o pior, estava me isolando dos outros aos poucos. Lizzie era uma das poucas pessoas que ainda se esforçava para se socializar comigo. – Não – Repeti pela milésima vez, soltando o peso do corpo, fazendo-o despencar sobre minha cama enquanto Lizzie tentava, inutilmente, me levantar. – Ah vamos lá Nina! É só um baile! – Seu tom de voz chegava a ser infantil, era engraçado vê-la falar daquela forma. – Vamos! Vamos! Por favor! – A ruivinha finalmente soltou minha mão e quicou, olhando-me com os olhos brilhando. Acho que ela não tinha noção de como aquilo era persuasivo. Revirei os olhos, bufando ao desistir de tentar negar o inevitável. Lizzie berrou como uma adolescente estérica e saltou sobre mim, abraçando-me de forma desajeitada e muito apertada, beijando minhas bochechas toda sorridente. – Mas, eu não tenho nem fantasia. Sabe disso não sabe? – Eu não devia nem ter perguntado. Lizzie era uma garota de cabelos vermelhos tingidos. O tom era muito forte e brilhante, ela era baixinha - bem mais que eu - e de pele pálida. Seus olhos eram grandes e expressivos, pareciam duas enormes bolachas de chocolate. Ela era muito fofa. E era do tipo amante de moda e de coisinhas de menina. Era Lizzie quem fazia o cabelo e a maquiagem das meninas do dormitório, muitas vezes ela ajudava com as roupas e assim por diante, tornando-se nossa personal style. Ela nem se importou com minha pergunta retórica, mandou-me para o banho e empenhou-se a procurar alguma roupa que servisse de fantasia para mim.

Demorei mais que o previsto debaixo do chuveiro. Fiquei um bom tempo parada, apenas encarando a parede, deixando que a água morna chocasse contra os músculos tensos de minhas costas, relaxando-os lentamente. Lavei os cabelos, massageando a cabeça com o xampu de camomila, repeti o processo com o condicionador de mesmo perfume e passei para o corpo, ensaboando-o e enxaguando-o logo em seguida. Sequei-me no banheiro mesmo, escovando os cabelos para facilitar para Lizzie. Quando voltei para o quarto, lá estava ela, com uma fantasia de fada, estendendo um belíssimo vestido azul sobre a cama. – A Mãe dos Dragões, lembra? – Eu não pude deixar de sorrir. Lizzie lembrou-se de quando comentei que adorava dragões e ela respondeu "Você poderia ser uma Targaryen". O vestido era do mesmo tom, com os mesmos detalhes, era perfeito, simplesmente perfeito. Continuei olhando-o, admirando-o com um sorriso bobo no rosto. – É lindo Lizzie, muito obrigada – Aproximei-me de minha amiga e abracei-a carinhosamente, afagando-lhe as costas. Como era de se esperar, Lizzie fez questão de me ajudar com o vestido, depois arrumou meus cabelos e finalmente fez a leve maquiagem em meu rosto. O batom era claro e discreto, os cílios foram alongados pelo rímel preto e as bochechas retocadas com o blush. Já os cabelos estavam soltos, enfeitados apenas por duas finas tranças que começavam nas laterais de minha cabeça e uniam-se delicadamente atrás. – Você não vai ficar isolada num canto, não é? – Lizzie perguntou assim que terminou de me aprontar. Acenei que não e sorri, tentando disfarçar meu desgosto por ter que ficar tanto tempo no meio de tanta gente. Ela tinha muitos amigos, não tinha obrigação de ficar me paparicando durante o baile, tinha que se divertir sem ficar se preocupando comigo, então a única maneira que encontrei de afastá-la de mim, era mentindo. – Vou me encontrar com alguém – Falei e um sorrisão estampou o rosto da ruiva. – Quem? – Quis saber animada, curiosa como sempre. Ri baixo e afastei-me. Eu já estava mentindo, teria que inventar a aparência desse alguém só para deixá-la feliz? – Você vai ver quando chegarmos lá.

O salão estava cheio. A música e as vozes preenchiam todos os cantos, as fantasias coloridas e divertidas transitavam por todos os lados. Levei a mão direita até uma parte do vestido feita para guardar algo importante, que no caso, era minha varinha, conferindo se estava segura ali. Lizzie conversava comigo, falava sobre a decoração, mas não dei muita importância, estava distraída, cantarolando junto com a música que tocava. Mais pessoas se aproximaram de nós, a maioria garotos. Estremeci com a quantidade deles, mas logo chegaram também garotas e eu poderia até chutar o nome de algumas delas. Aquele mundo era o mundo de Lizzie, e não o meu. Nunca gostei de agitação e de multidão, sentia-me presa e sufocada. – Segura pra mim, Nina. – Lizzie praticamente empurrou seu copo em minha direção e tive que ser rápida para segurá-lo a tempo, e ela saiu acompanhada de um rapaz alto em direção ao centro do salão, onde outras pessoas dançavam. Fechei os olhos por alguns segundos e respirei fundo, dando as costas e caminhando na direção oposta, segurando as duas bebidas, uma em cada mão. – Isso é ridículo... – Murmurei para mim mesma, caminhando em passos rítmicos e rápidos para a área menos movimentada do local. Havia um garoto, vestindo algo que lembrava um guerreiro de um conto trouxa. Não deixava de ser bonito. Parei de andar e notei que ele estava sozinho, me encarava e senti-me incomodada por isso. Desviei o olhar rapidamente e suspirei, encontrando a parte descarada dentro de mim para puxar conversa e ser menos antissocial. – Aceita? – Estendi o copo com a bebida intocada de Lizzie para o rapaz, dando um sorriso rápido. Eu estava perdendo a prática de conversar com o sexo oposto. Torcendo para que ele aceitasse, continuei com a mão estendida, usando uma expressão leve e serena para tentar convencê-lo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 9:37 pm

Yay. -.-'
I really want you die.





- Então, ali começava sua vida em Hogwarts. Não esperava muito, tinha de admitir, ainda mais com sua personalidade, digamos "diferente". Eric estava dentro do dormitório, deitado e provavelmente esperando que algo interessante acontecesse. Levantou-se de repente e foi pegar uma roupa que já estava separada ao lado de sua cama. Tinha dito a si mesmo que não iria no Baile de Inverno, simplesmente porque odiava festas e se relacionar com as pessoas. Vestiu-se em alguns minutos e saiu andando do salão comunal enquanto ajeitava uma luva em sua mão. Era toda preta, apenas em sua mão direita em com a letra L em branco nela. Andava pelos corredores devagar e sem prestar muita atenção em sua volta. Estava a caminho do salão de festas. Era o baile de inverno. Na verdade nem queria ir, foi apenas por tédio de ficar no dormitório sem fazer absolutamente nada. Ao chegar perto do salão, tirou sua luva e a guardou em seu bolso. Olhava todos ali e percebia uma coisa não tão importante, mas que faria diferença; Não conhecia ninguém. -

Você é um gênio, hein? Mal gosta de se relacionar com as pessoas que conhece e vai para um salão cheio das que você não conhece. Agora é inútil divagar sobre isso, faça o favor.

O garoto virou-se para voltar ao seu dormitório mas ficou parado. Suspirou, deu meia-volta e entrou no salão. Se encaminhou até o lado esquerdo do salão onde havia todas as guloseimas que já tinha ideia do que eram. Apenas pegou um copo com cerveja amanteigada e sentou-se num banco afastado do centro do salão enquanto observava a decoração, sem muito o que pensar ou fazer.




Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 10:25 pm

609 WORDS
NORA, NICH, EDGAR
clouts: BASIC
place: SALÃO DE FESTA
NOTES: DIVERTIDA LOLA!
A “pequena” Nora havia crescido, e Lola também. Agora eram mulheres bem resolvidas, eram bruxas importantes e renomadas, da alta sociedade. Uma a chefa do profeta, e outra a diretora de Hogwarts. Elas nunca sequer teriam imaginado tais destinos quando saíram na escola graduadas com louvor. Sempre se destacaram, é fato, no entanto seus planos poderiam ter mudado com o tempo, com os acontecimentos, com a vida e as dificuldades. Afinal, as duas engravidaram muito cedo, e quem diria, do mesmo homem. Mesmo depois de tanto tempo, e de tantos acontecimentos, que se fossem relatados ao pé da letra seriam grandes motivos de desavença, ainda pareciam aquelas duas mesmas garotas que um dia estudaram e representaram a sonserina. – Você também está linda. Fico aqui imaginando como o tempo passo rápido. Parecia ontem aquele dia que celebrávamos o ultimo baile como alunas desta instituição. – Lola pronunciou dispersando seus pensamentos e voltou a prestar total atenção na festa, que começava a lotar. Aquela música a deixava completamente feliz, em uma vibração completamente positiva. Naquele instante já não estava se importando com nada nem ninguém. Nem os olhares dos alunos que ainda adentravam o local a afetava. Só queria ter o gostinho de aproveitar aquele baile, depois de tanto trabalho e planejamento para que o mesmo fosse perfeito. A brisa suave que era proporcionada pelos flocos de gelo fictícios a fez rir... Abriu sua boca e deixou que alguns deles caíssem em sua língua. Sorriu e dirigiu-se a mesa de bebidas junto com sua amiga, que parecia estar com calor. Era inverno, mas com a climatização do local e o calor humano na pista de dança, parecia que o verão havia chegado antes do esperado. Enquanto Nora conversava com o garçom, Lola procura insistentemente alguma de suas filhas, mas não avista nenhuma delas. Talvez só estivesse fora de seu alcance de visão, ou como na maioria das vezes estavam se preparando para chegar no ápice da festa. “ Quer alguma bebida”, ouviu de relance e logo se virou para responder. – Uma cerveja amanteigada apenas. Posso ter ousado na roupa, no entanto, não devo beber muito para não perder a compostura na frente de meus queridinhos alunos. Ou talvez só faça isso mais tarde. – falou dando uma piscadela para a amiga, que logo foi laçada por seu par que estava muito bonito por sinal. – Mas é claro, ela é toda sua Nicholas! - Foi naquele instante que bateu uma saudade de seu marido, deixando-a cabisbaixa por alguns instantes. Hórus lhe faria muita falta naquela noite tão importante, mas se divertiria por ele, como o mesmo havia pedido em sua partida para uma viagem inadiável. Pelo menos teria a companhia de seu grande amigo da ordem, Edgar. Por sorte, ele havia aceitado seu convite em cima da hora. Foi então que começou a procura-lo. A festa estava cheia, mas não seria difícil de acha-lo, pelo menos assim esperava. Olhou para os lados e não o encontrou, e foi quando o garçom lhe trouxe a cerveja que aconteceu o inesperado, ele estava logo atrás. Deu uma risada despretensiosa e bebericando sua bebida vou em direção ao amigo. – Olá, Edgar... Você está um ótimo pirata não... Deveria ter me chamado, pois é claro, já deve ter me visto arrasando na pista de dança. E ai eu danço ou não danço bem? Pode falar a verdade ou será punido. – estava mais relaxada naquele instante, era bom ter um amigo com quem contar. – Vamos nos assentar aqui? – disse apontando para uma mesa perto do local – Não sou mais tão jovem, meu pés me incomodam com esse salto, mais do que eu esperava e mais do que eu queria.
DESTINY
CREDITS @

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 10:56 pm





I don't belong here


OK, ela não estava muito afim de ir a este baile, mas era um daqueles em que você é meio que obrigado a ir, se não perde coisas importantes. Este foi o motivo do moreno ter se levantado da cama e decido com qual fantasia iria a festa, Jack, The Ripper foi sua escolha.

O dia passou e a hora do baile finalmente havia chegado, ele estava pronto se olhou no espelho em seu dormitório, deu uma piscadela e um sorriso. - Logo vai acabar Minos. - Disse para si mesmo. Pegou a cartola, colocou na cabeça e seguiu para o salão. O lugar estava muito bem decorado, ele deu sorriso enquanto pensava. Ate que pode ser legal.

Continuou andando de um lado para outro, onde estaria Rebekah. Rebekah era uma corvina que ele havia conhecido em alguns dias antes, conversaram um pouco e decidiram se veriam no Baile, e desde então ele não a havia visto. Minos seguiu ate a mesa, pegou alguns salgadinhos e um copo de suco de abora e ficou ali degustando o sabor da melhor comida que ele já havia comido.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 11:36 pm


>> Shine bright like a diamond... Find light in the beautiful sea. I choose to be happy. You and I, you and I, we're like diamonds in the sky... <<


She is sexy...

No meio de um começo de ano turbulento, com descobertas no mínimo estranhas as trigêmeas, Bekah se via muito ansiosa na espera do baile de inicio de aulas. Apesar de não ser uma garota de conversas jogadas fora a todo instante, e nem de sair da frente de seus livros, resolveu se esforçar desta vez e ir apresentável àquela festa. Um de seus principais motivos para tal esforço era sua mãe, afinal aquela ocasião era a primeira organização realizada por Lola, e queria ver de perto como sua querida mãe se sairia naquele “teste”. Foram juntas ao centro de lojas, localizado em Londres, e lá puderam escolher juntas suas fantasias. Com toda a certeza surpreenderiam a todos na escola, principalmente a fantasia escolhida pela diretora. Olha, Bekah podia dizer ali que estava muito orgulhosa de sua escolha, mesmo com sua inexperiência em roupas extravagantes e afins. Geralmente tinha o look mais desleixado, mais despojado e despreocupado, o que não a deixava menos atraente que as outras garotas. Isso era até um quê a mais em seu visual aparentemente nerd misturado com sexy. Vestes escolhidas, agora só lhe faltava um par. Foi então que como em um passe de magica esse problema estava resolvido. Em um dia normal enquanto perambulava por entre os corredores, havia conhecido Minos, um garoto muito charmoso e interessante da sonserina. Embora não fosse de conversar com qualquer aluno que acabasse esbarrando, alguma coisa havia lhe chamado muita atenção nele. Talvez pelo fato de seu cabelo jogado, ou então sua simpatia eminente... O que importava é que não estaria só ao prestigiar o trabalho de Lola. Despois de alguns dias, que pareceram demorar, era chegado o grande dia. Estava ansiosa, mais por sua mãe do que por si mesma. Andava insistentemente de um lado para o outro em seus dormitório. As horas pareciam não passar, quando resolveram passar mais rápido do que se tocava. Quando olhou novamente para o relógio percebeu seu leve atraso. Correu para o banheiro, tomou seu banho relaxante, prostrou-se em frente ao espelho e viu qual a maquiagem que mais condizia com sua roupa de enfermeira e começou a faze-la. Boca bem marcada com um vermelho vivo, olho com um preto simples e blush bem desfocado, estava quase pronta, só lhe faltava colocar a fantasia. Foi até sua cama e lá ela estava. Logo se vestiu, colocou seu chapéu meio de lado, fazendo um pequeno charme e partiu para o salão de festas. Quando adentrou-o já se encontrava completamente abarrotado de pessoas. Umas dançavam, outra apenas bebiam, umas ficavam quietas em seu canto... Mas ninguém se encontrava parado. Seus olhos, no entanto, só procuravam uma pessoa: Minos. Foi então que avistou-o com uma porção de salgadinhos na mão, e um copo que a seu ver devia conter um delicioso suco de abobora. Andando elegantemente, enquanto mexia em um mecha de cabelo parou em frente a seu par, tomando-lhe o copo e fazendo um charme. – Suco de abobora? Juro que esperava mais de você. – disse dando uma risada maliciosa e se aproximando do mesmo para dar-lhe um beijo na bochecha e sussurrar logo após – Você está muito bonito hoje, vamos nos divertir hoje a noite, não é mesmo? – e devolveu-lhe o suco enquanto afastava lentamente seu rosto do dele. Foi até a mesa ao lado e pegou uns petiscos que pareciam deliciosos, e começou a dar pequenas mordidas delicadas, enquanto olhava profundamente nos olhos de seu acompanhante. -Você está bem bebê?

FANTASIA

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sex Mar 01, 2013 11:41 pm

Baile a Fantasia
Don't stop the party !
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet


Quando recebemos a carta de Hogwarts, cada uma reagiu de um jeito. Anna, Louise e Bekah foram as mais parecidas. Vibraram com a ideia de estudar lá. Rea surtou quando abandonou o sonho de estudar em Durmstrang. Ela já tinha uma veia depravada, mas depois disso, se superou. Meu pai, como sempre, não estava nem aí. Na verdade, eu mal o via. Minha mãe estava vibrando, pelo fato de as quatro filhas estarem na escola em que ela dirige. Na minha cabeça só vinha uma palavra: Cobrança.
...
Eu amava minha mãe, mas passar um ano olhando pra cara dela várias vezes por dia, seria quase um suplício. E como já era esperado, ela nos fez passar por todo o processo como os outros alunos. Desde a plataforma até a recepção nos portões do castelo. Diferente dos outros anos, esse já havia começado com um baile para toda a sociedade.
...
A noite estava agitada. A insistência das irmãs fez com que de última hora, eu fosse a festa. Não tinha preparado uma fantasia. Então, improvisei uma de líder de torcida. Era o que dava pra fazer, com uma saia de pregas curta, e um palmo de blusa. Desgrenhei um pouco os cabelos e abdiquei dos saltos. Sapatilhas estavam de bom tamanho. O baton vermelho fechado chamava atenção sem ser vulgar. Xerox, cópia e autenticada estavam ao meu lado no saguão, prontas para entrar. Todas lindas. As três cabeleiras negras contrastavam perfeitamente com meus tons dourados. Rea, pra variar, estava sumida em algum lugar.
...
Cruzamos a porta do salão bem ornamentado para a ocasião. Um mundo de gente. Pisquei os olhos, e minhas irmãs tinham sumido. Era difícil fazer amizades, ainda mais, no primeiro evento social. Nunca fora muito de dançar, mas fiquei no canto do lado de fora da pista de dança, apenas acompanhando o balanço da música, quando vi um rosto inesperadamente conhecido. Era ele. Ele estava ali. Os olhos azuis estavam ali. Olhei novamente, com mais atenção. Rebekah estava ali com ele. Foi quando me veio na memória o comentário. Ele era gêmeo, e o namoradinho dela era um tal de .. Marcus. Ou seria Milus ? Comecei a observar cada detalhe do que acontecia ao meu redor.


Thanks Tess

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 3:29 pm


O Grande Baile


· Salão de Festas ·



Pobre garoto , isolado no canto menos movimento e menos atraente da festa.O lugar tinha uma bela decoração , isso era bem visível.E justamente onde Matthew se apoiou era onde menos capricharam,local adequado pra ele e suas esquisitices.Parado , olhando cabisbaixo para as pessoas que ali chegam,não proferia uma palavra.Mantinha seu olhar fixo ao chão que naquele momento era o que tinha de mais interessante,torcendo que a música mudasse antes que este surtasse em meio ao salão.Por menor que possa parecer , ele tenta se esforçar , tentou de verdade olhar para as pessoas e ser gentil, tentou sorrir e ser amigável,mas parece que sua boca não se abre, nem para cumprimentos.Refletiu um pouco.Pensou em demasia e algumas coisas por mais que ele queira no momento , não saiam de sua cabeça.A começar pela imagem da sua família.Seu pai,ríspido,ignorante e violento lhe daria uns bons tapas achando que isso iria resolver algo.Sua mãe, doce como sempre , iria apoiar o mesmo e por mais que ela falasse, Matthew não a ouviria.Outro temor no momento , era justamente o pesadelo de Matthew. Aquele corredor colorido,com bocas o mandando ir ao baile.Seus sonhos que funcionam como aviso , dessa vez parecia lhe pregar uma peça o forçando a romper seu limite social e ir no tal local.

Louco ou não ele esta lá agora.Sem ter o que fazer.Mas por que não mudar por um só momento ? Foi o que lhe veio em mente quando finalmente trocaram a música que o incomodara.Chegou a abrir os punhos , que antes se fecharam de raiva.Levantou um pouco a cabeça para olhar definitivamente as pessoas.Algo que ele temia.Porem naquele pequeno instante ele sentiu que deveria fazer isso.Algo de diferente ocorreu em sua mente o fazendo ouvir um som como um 'click' o que fez o mesmo levitar a cabeça como mágica.Quando assim fez e direcionou seu olhar para frente, ele viu uma garota, muito bonita por sinal.Suas vestes era diferentes das demais a ponto dele não conseguir distinguir o que é ao ver de longe,mas pareciam trajes medievais.Ela também por alguns instantes trocou olhares com ele, mas não parecia se importar com isso.Nem Matthew.Então voltou a baixar a cabeça.Seu estômago ronca,sinalizando que está na hora de comer,porem não tinha forças pra sair do lugar , era o que ele achava.Quando foi dar o primeiro passo a frente, aquela mesma garota de antes, surge em sua frente , estendendo um copo com uma bebida que ele não pode perceber o que era ao olhar.Mas mesmo assim , pegou o copo e deu um gole rápido. - Obrigado - Abriu um pequeno sorriso , deu mais um gole e comentou. - Acho que devo lhe pagar por isto não é senhorita...? - Fez uma pausa - Qual o seu nome mesmo ? - Estava sem graça com a atitude da garota e suas bochechas coradas , mostraram isso.



Made by Ashley

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 5:34 pm

Baile a Fantasia

Já estava começando a estranhar a ausência do meu par. Pensava que ele já tinha me abandonado ali plantada e que o modo seria eu encontrar outro para me fazer companhia e me aquecer naquela noite de inverno. Mas logo que Lola aceita minha proposta, também Nicholas chega trajando-se como um Rei. Sorri ao vê-lo, parecendo mais um “você veio” do que “Por favor, me beije”. Acenei para Lola e deixei a perceber que a bebida que eu tinha lhe oferecido ficaria para mais tarde. Flocos de neve começaram a esfriar meu corpo quente e caiam por todas as partes. Reparo que ele me observava descaradamente. Sem motivos maiores, o que incomodaria outra mulher me deixava completamente ‘feliz’. Passei a língua sobre o lábio superior encarando-o. Lendo meus pensamentos ou ouvindo o que eu dissera para Lola ele pega uma bebida para mim e uma para ele. Tomo um gole enquanto me abstenho de comentários, apenas ouvindo o que ele tinha a me dizer. Quando ele fala sobre o sequestro abro um sorriso safado – que era minha especialidade – e arqueio a sobrancelha. – Dependendo para onde, eu me deixo ser sequestrada por você – terminei tomando um gole da bebida que era enfeitada com um guarda-chuva. Me aproximei dele encostando meus lábios próximos ao seu ouvido e sussurrando: – Só tome cuidado, talvez quem se torne o sequestrado seja você... – dei uma pequena mordida no lóbulo de sua orelha e me afastei um pouco bebendo mais um gole daquele líquido estranhamente colorido.
♦ The White Swan ♦ @ CG

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 7:45 pm

Após tirarem a companhia dela para dançar, ela finalmente
me percebe e com um sorriso vem até mim.
- Claro que
dança bem haha! Muito diferente de mim, que sou mais parado que uma árvore, e você
também não está nada mal de aeromoça, seu marido tem sorte
- pego a
bebida e dou um gole, ela havia pensado em tudo mesmo. Ela me convida para se sentar,
pois seu salto a machucava.
- Claro, sinceramente... não sei como vocês mulheres conseguem se equilibrar em cima dessas coisas, e não se preocupe, você não está velha. - sorrio. Apesar dela ser a manda chuva disso tudo, não havia deixado seu lado simpático sumir, agradecia por isso, seria uma pena se minha velha amiga morresse. Por um momento flashes invadiam minha mente, me relembrando de quando éramos mais jovens, e a vida não exigia tanto e a responsabilidade não era tão pesada... esses eram tempos que não voltariam atrás, e o que restava era seguir em frente.
A neve caía magicamente do teto, e a decoração estava simplesmente digna de um castelo tão bem estruturado tanto fisicamente quanto no aspecto histórico e mágico. Flocos de neve caiam sobre minha fantasia, e me perguntava como ela não estava com frio.
- Sinceramente, de todos os bailes que eu já vi, esse é o mais perfeito, está de parabéns diretora, então... como anda sua vida? - digo me espreguiçando no banco. Logo após isso, uma música antiga e conhecida começa a tocar, e eu, como sempre meio descarado, me aproximo dela e retiro seus saltos, a puxando pela mão. - Vamos dançar um pouco. - digo sorrindo. Eu nunca dançara, e com certeza o que eu estava dançando era ridículo, mas iria aproveitar aquele singelo momento, sem crimes, ou comensais querendo arrancar sua alma, apenas... diversão.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 9:21 pm

O BAILE DE INVERNO




A entrevista com o Sr. Vondervoort havia sido um sucesso. Embora, como bem dizia sua trama, ele fosse um galinha da pior espécie. Elliza não podia negar que ele era um homem muito bonito, mas com tudo o que tinha acontecido na sua vida, o divórcio e tudo mais, as condições pscicológicas para relacionamentos fúteis não estavam como antes. Nora, a editora chefe do jornal, designou a cobertura do baile para Elliza. A mulher não gostou muito particularmente, porque estar em meio a um monte de alunos não era seu ideal de diversão para uma festa. Não estava nem um pouco satisfeita, e teria de ser discreta. Afinal, era uma colunista de fofocas, e por isso, não cultivava muitos fãs.

Ainda no refúgio, a mulher abriu seu closet para procurar alguma fantasia simples e rápida. Não era mais uma garotinha de vinte e poucos anos, por esse motivo, optou por um traje mais comportado. Mas o que ? Foi quando ela prestou atenção no fundo de uma das prateleiras. Sentiu um nó na garganta, por lembrar de alguns anos antes, quando ainda trabalhava no St. Mungus. Pegou o uniforme e o encarou por longos momentos, até decidir que seria aquilo. Ela iria de médica.

Não deu muito trabalho. Um vestido bonito, um jaleco, um crachá, uma prancheta e umas canetas. Seria opotuno, até mesmo para anotar algumas coisas interessantes que aconteciam. A maquiagem muito bem feita e saltos agulha pretos. Estava deslumbrante.

...

Entrou no salão, e fez uma ou duas anotações discretas sobre a decoração. Estava bem ornamentada, e destacou o ponto em que o fato de um baile, ao invés de uma história, era um meio de inovação para Hogwarts. Entre um drink e outro, foi tomando nota de algumas coisas e alguns detalhes sobre fantasias, comidas, comportamentos e furos de notícias. Esses bruxos eram muito idiotas, ou gostavam muito de sair no jornal. Porque o que faziam no baile chegava a ser engraçado.

Elliza teve que ficar até o fim da festa, que era a hora em que mais aconteciam coisas. Entre conversas com uns amigos, e um drink aqui e ali, a mulher adquiriu grande quantidade de material para a matéria. O baile de inverno, e a entrevista, fariam do departamento de investigação da vida alheia um sucesso maior ainda. Quando já não havia quase ninguém presente, a bruxa se retirou da festa tão discretamente quanto entrou.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 9:53 pm

It's a Party. Why so Serious!?
Comparecer a um evento tão movimentado e pragmático não era minha melhor idéia de diversão, na verdade encarava tudo aquilo como um verdadeiro desperdício de tempo e de autenticidade, fato que coisas autenticas não faltavam durante a ocasião entretanto, sair pelos corredores suportando adereços chamativos e completamente desnecessários destruía toda a realidade do momento. Havia pensado e repensado se realmente apareceria naquela festa e por fim, com a promessa de algo interessante e novo acontecer me vi descendo as escadas e seguindo o som que atravessava as densas paredes de pedra e seguiam até o grande salão monumental.

Minutos antes, resolvi me render ao ímpeto inautêntico, quebrando as regras de minha própria van filosofia, o espelho refletia uma face branca, os olhos profundos e escuros, a boca alongada com um vermelho fosco misturado a um preto categórico, recriando uma boca maior e com um sorriso sádico e ao mesmo tempo entristecido ao rosto. – Coringa – Sussurrei comigo mesmo analisando minha própria obra de arte, meu vilão favorito não perderia a chance de sê-lo, mesmo que por uma noite, e mesmo que por um motivo banal e tão igual. As roupas longas em roxo e verde esvoaçavam a cada passo, tudo parecia estar perfeito.

As portas de madeira estavam abertas, dando passagem a qualquer um que quisesse participar, plumas, couro, jeans, colants davam vida a festa, rostos pintados e bem definidos com detalhes previamente programados. Algumas meninas exibiam roupas provocantes e excitantes que as quais faltavam pano ou então sobravam pele, os detalhes exuberantes arrancaram de mim suspiros involuntários, a onde de êxtase provocada pela musica alta e pelas visões carnais despertariam qualquer um para um ataque eminente.
Ao mesmo tempo em que cruzava o salão, uma imagem se esfregava em um corpo regido por um rosto angelical, suas feições eram tão simpáticas, tão conhecidas, retorcia meu cérebro a fim de buscar lembranças de onde conhecia a gostosa que trocava fluidos com uma cópia minha, a não ser claro pela fantasia, e pela enfermeira libidinosa pendurada em seu pescoço. A resposta simplesmente voou quando a detentora do mesmo sorriso entrou em contato com meus olhos. Uma animadora de torcidas, loura, as roupas curtas e instigantes, sentada como uma pura virgem aguardando somente o momento certo.

Seguia a gostosa enfermeira, sorrindo animado vendo o possível estrago que seria causado ali logo mais – Safado...Se deu bem – Comentei conhecendo a empolgação do casal pecaminoso. Algumas bebidas depois, já me sentia um pouco menos irritado com a festa, já que estava ali seria mesmo um pecado ignorar toda a animação, a musica o momento. A essa altura a maquiagem da boca já estava manchada, resultado de talvez algumas peripécias pelo salão de dança,até que, mais uma vez, a animadora loura, estava ali sentada, calada, parecia em um ambiente novo, deslocada.
_ Vem pra FESTA!!! – Gritei da pista de dança, fazendo questão de ser notado – O Sorriso derretido tornou-se ainda mais característico quando me aproximei irônico e indiscreto.
_Não sei se percebeu... Mais é uma festa, aproveite!!!


TAGS; ALGUÉM. PLACE; LUGAR. VESTINDO; -azdUxyjCnM/s1600/vampiro-ian-somerhalder.jpg COM; A loura Histérica --'. EM; Orfanato; Sim o "refugio" é um orfanato.
CREDITS ‹›


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Convidado em Sab Mar 02, 2013 10:17 pm

Baile a Fantasia
Don't stop the party !
And i don't even know what But he's coming for you, yeah he's coming for you All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run, outrun my gun All the other kids with the pumped up kicks You better run, better run faster than my bullet


Eu já estava me divertindo com a melosidade de Bekah e do namorado. Eu sorria divertida ao ritmo da música alta, e uma ou duas bebidas. Olhei para o lado, e vi uma figura estranha, com uma fantasia de coringa mal elaborada. Mas, de todo jeito, mais criativa que a minha. Até que o fitei nos olhos. Os olhos, aqueles olhos. Não era possível. Aqueles olhos. Não tinha dúvida. Era ele. Nos perdemos de vista.

Estava conversando com umas colegas, quando o vi novamente. Ele estava na pista de dança e gritava para que eu fosse dançar.

- Ah não, eu não sei dançar direito...

Minha resposta apenas colaborou para que ele fosse ele, e começasse. Até mesmo sendo simpático fazia provocação. Eu ri com o comentário e disse descontraída:

- Não enche !

Antes mesmo que acabasse de falar, já estava na pista. Estávamos dançando juntos. A maquiagem dele já estava toda borrada, provavelmente por causa das bebidas. A música, até mesmo para mim que não era chegada em festas, estava contagiante. Sim, eu tinha mentido. Sabia dançar muito bem. Me sentia leve ali, extasiada com o ritmo que sintonizava os corpos que estavam ali na pista. O traço do coringa já estava como um smile triste. Puxei ele pra mais perto de mim e disse:

- Vem cá !

Retoquei com as mãos da melhor maneira que pude. Consertando parcialmente o estrago feito pelas bebidas. Estava barulhento ali. Aproximei meu rosto do dele e disse:

- É bom te ver de novo !


Thanks Tess

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salão de Festas - Baile de Inverno

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum